Magicka – O jogo que EU queria ter feito!

Eu sempre gostei de RPGs. Nestes, minha classe preferida sempre foram os magos (bruxos, feiticeiros e derivados). Sério, ser mago é foda. Mago pode tudo! Pode congelar o inimigo. Pode soltar chamas. Pode curar os amigos. Arremessar pedras, criar e destruir campos de força, controlar a natureza, teleportar, VOAR! Porra! São muitas possibilidades.

Gandalf, o Branco!

Mago, fazendo o que faz de melhor: Sendo foda.

Claro, sempre tem o lado ruim: Você só pode fazer uso desses poderes enquanto tiver energia para tanto (comumente convencionada como Mana). Sem mana, um mago está num mato-sem-cachorro. Acabou magia, acabou poder, acabou tudo! Todos chora. Resta correr e torcer para que seu inimigo não consiga te alcançar…

Gandalf apanhando pro Saruman

Fudeo moçada. Tô sem mana!

NÃO MAIS! O pessoal da Arrowhead Studios, uma desenvolvedora independente que até então nunca teve muito destaque, desenvolveu o Magicka!

Magicka é, em vários aspectos, o melhor game que eu já joguei nesse estilo. Não sei nem por onde começar o review, de tanta coisa legal que tem no jogo.

Screenshot do game

Muito humor e irreverência nos diálogos do jogo.

Primeiro de tudo, o mais importante: A história.

Bom… Ela não faz muito sentido… Você é um mago, o mundo está em perigo, e você tem que salvá-lo (e, pelo que parece, não é a primeira vez que isso acontece). Na verdade, o que os desenvolvedores quiseram foi justamente brincar com todos os clichês existentes em todos os jogos de RPG. Com muito bom humor, vários chavões e situações comuns entre os games do gênero são citadas, como a primeira quest, onde você tem que (supostamente) enfrentar uma infestação de ratos no celeiro da camponesa, em troca de algumas moedas…

Você também encontra várias armas já conhecidas, como o Cetro do Mago Branco, a Espada de Camelot (completa, com a pedra!) e a metralhadora M60 (é).

M60

Além dos poderes, você tem A METRALHADORA DO RAMBO!

Além de todo esse humor, outra característica singular do jogo é a jogabilidade. Como eu falei antes, a recorrente falta de Mana de um mago é um grande problema. Por isso, o pessoal da Arrow Head decidiu que Magicka não teria esse problema. Você tem a seu dispor, desde o início do jogo, 10 elementos (8 básicos: Fogo, água, frio, eletricidade, terra, Arcano, Vida e proteção, e mais 2 compostos: gelo (frio + água) e vapor (fogo + água)). que você pode combinar como preferir, usando até 5 elementos de uma vez só.

São literalmente CENTENAS de combinações, de campos de força a minas terrestres, de jatos de vapor eletrizado a raios laser em chamas, pedras flamejantes cobertas com lava, paredões de fogo. O que você quiser, tem. Isso tudo somado à capacidade multiplayer do jogo, onde você pode se juntar a mais 3 amigos para combater os dragões, hidras, monstros, cavaleiros, ogros e vampiros.

Dessa maneira, você pode decidir ser um healer e se preocupar em reviver (e manter vivos) os seus amigos, ou especializar-se no uso de magias congelantes, retardando os inimigos e esperando seus companheiros estilhaçarem-nos com rochas voadoras. Pode até combinar um raio com seus amigos (e torcer para que os elementos sejam compatíveis, do contrário, tudo se explode bme na sua cara).

Em suma, o maior objetivo do jogo é a diversão. Seja sozinho ou com seus amigos, jogar Magicka é garantia de que você vai dar muita risada, sempre.

Assistam a um vídeo do gameplay:

O game custa só US$ 10,00 na Steam, e o site oficial é http://magickagame.com

Bom Jogo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s